Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após uma repercussão negativa sobre o retorno das aulas presenciais em instituições de ensino no início de janeiro de 2021, o Ministério da Educação voltou atrás na decisão e o ministro da educação Milton Ribeiro anunciou que irá revogar o documento que autorizava a volta às salas de aula.

A portaria publicada no Diário Oficial da União dessa quarta-feira determinava que instituições federais de ensino superior voltassem às aulas presenciais em 2021 com a adoção de um protocolo de biossegurança para prevenir a propagação do novo coronavírus.

Entre as medidas do protocolo estão o estímulo do uso e descarte correto de máscaras, o incentivo à implementação de medidas de prevenção e o estímulo à manutenção de um ambiente seguro e saudável. 

O documento estabelecia ainda a adoção de recursos educacionais digitais, tecnologias de informação e comunicação ou outros meios convencionais, que deverão ser “utilizados de forma complementar, em caráter excepcional, para integralização da carga horária das atividades pedagógicas”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp