Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O cantor português Roberto Leal, muito famoso na década de 70 no Brasil por suas músicas irreverentes, faleceu no ultimo domingo (15) vitima de Melanoma maliciosa que, evoluiu atingindo seu fígado e causando síndrome da insuficiência respiratória hepato-renal. Além disso, o cantor lutava contra um câncer de pele descoberto a cerca de dois anos.

O médico e professor universitário Henrique César destacou, em seu comentário, nesta terça-feira (17), no Jornal Alerta Geral (Expresso Fm 104.3 na Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais), detalhes sobre essa doença.

Segundo o médico, os Melanomas representam 4 a 5% dos casos dos 140 mil casos anuais de câncer de pele no Brasil. O câncer de pele são cerca de 30% de todos os cânceres. Ela (Melanoma) pode surgir tanto na pele, como nos olhos, membranas muscosas e até mesmo no sistema nervoso central. Entre os principais fatores de risco para essa doença são: a exposição ao sol exagerada e a cor de pele clara. Em geral, a Melanoma se apresenta como pintas na pele.

O Dr.Henrique César também deu dicas ao ouvinte/internauta de como evitar a doença:

“Evitar exposição ao sol entre 10 e 16 horas, especialmente se tiver pele e olhos claros. Aplique regularmente protetor, filtro solar sobre a pele, para proteger contra os raios ultravioleta.”

Confira a participação do médico e professor universitário sobre o assunto:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp