Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Uma levantamento realizado pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) mostrou que de janeiro a junho deste ano o Ceará teve 313 lojas fechadas, tornando-se o mercado que mais perdeu estabelecimentos comerciais neste período inicial de 2019.

Os dados negativos aparentam ser um dos fatores que interferiu no mercado de trabalho cearense no primeiro semestre. Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o estado perdeu 6.994 postos de trabalho de janeiro a junho. Desse total, 4.704 foram só no comércio.

Segundo especialistas, o fechamento no Ceará está muito associado ao comportamento do varejo. De janeiro a julho, o volume de vendas do setor no estado foi negativo em 1,1%, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp