Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com a retomada das atividades, o mercado de trabalho vem, aos poucos, se recuperando. Em agosto deste ano, o Ceará gerou 12.220 empregos celetistas, decorrente das 33.795 admissões e 21.575 demissões realizadas em todo o Estado.

O dado representa o sexto maior saldo do país e o segundo melhor do Nordeste. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta quarta-feira (30), pelo Ministério da Economia.

Este comportamento foi proveniente da expansão do emprego em todos os setores, destacando-se principalmente a indústria de transformação (4.343), os serviços (2.869) e a construção civil (2.740).

Com as medidas implantadas pelo Governo do Estado e a retomada gradual da economia cearense, voltamos a registrar resultados positivos na geração de postos de trabalho, sinalizando que estamos no caminho certo para vencer as adversidades dos últimos meses de pandemia, destaca o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Gilvan Mendes.