Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Policiais da reserva e da ativa, com familiares, se concentram, nesta quinta-feira (06), na Assembleia Legislativa, para cobrar ao Governo do Estado melhoria nas condições salariais. O vereador Sargento Reginauro e o deputado estadual soldado Noélio (PROS) lideram o movimento que é acompanhado, via internet, pelo Capitão Wagner (PROS). São dezenas de policiais que se articularam para fortalecer o movimento de reivindicação salarial.

O trânsito na Avenida Desembargador Moreira, no Bairro Dionísio Torres, em frente à sede do Legislativo Estadual, foi bloqueado nos dois sentidos pelos manifestantes que querem pressionar os deputados estaduais a rejeitarem à proposta de reajuste salarial.

O governador Camilo Santana (PT) fez, ao longo da semana, reuniões com técnicos e deputados aliados para mostrar que os investimentos com o pessoal na área da segurança pública subiram de R$ 1,2 bilhão, em 2014, para R$ 2,5 bilhões, em 2019, e, nesse momento, a reposição de salários será dada obedecendo os critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal.

As manifestações dos policiais militares e familiares terminaram com uma concentração na Avenida Pontes Vieira, quando o trânsito foi interrompido por volta de meio dia. Os manifestantes, aos gritos, ecoaram o refrão ‘a polícia vai’. Os policiais pararam, ao longo da manhã, o trânsito no entorno do prédio da Assembleia Legislativa, como nas Ruas Francisco Holanda e Barbosa de Freitas e nas Avenidas Desembargador Moreira e Pontes Vieira.

MANIFESTAÇÕES

As manifestações dos policiais militares e familiares terminaram com uma concentração na Avenida Desembargador Moreira, em frente à sede da Assembleia Legislativa, após uma caminhada pelas ruas Francisco Holanda e Barbosa de Freitas e pela Avenida Pontes Vieira. Os protestos pararam o trânsito nas vias de acesso ao Legislativo.

Confira vídeo e fotos:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp