Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério da Saúde anunciou, nesta segunda-feira (10), novas regras para aqueles ue tiverem covid-19, de maneira leve, em relação ao isolamento social. A redução da quarentena de dez para sete dias para pessoas com casos leves e moderados da doença.

Se no quinto dia o paciente estiver sem sintomas respiratórios, sem febre e uso de medicamentos há 24 horas, ele poderá realizar a testagem. Caso o resultado seja negativo, o isolamento pode ser encerrado. Com o resultado positivo, deve continuar de quarentena até o décimo dia.

“A nossa mensagem principal é que o isolamento é de sete dias, se ele não quis testar no quinto e tiver sem sintomas no sétimo ele pode sair do isolamento. Não é necessário testar. Recomendamos manter as recomendações até o décimo”, explicou o secretário de vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

“Se ele tiver com sintomas no décimo dia, poderá fazer o teste. Se der negativo, ele pode sair do isolamento se tiver sem febre, sem uso de antitérmicos, mas se der positivo deve manter o isolamento. Se ao 10 dia tiver sem sintomas e há 24 horas não é necessário testar para o isolamento”, continuou.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA reduziu, em 27 de dezembro, o tempo de quarentena de dez dias para cinco dias em pessoas sem sintomas caso elas usarem máscaras por perto de outras pessoas por pelo menos mais cinco dias.

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19

  • O Ministério da Saúde recomenda que diante de sintomas compatíveis com a Covid-19, como febre, tosse, dor de garganta ou coriza, com ou sem falta de ar, as pessoas devem buscar atendimento médico. Confira outras orientações
  • Use máscara o tempo todo
  • Se for preciso cozinhar, use máscara de proteção, cobrindo boca e nariz todo o tempo
  • Depois de usar o banheiro, limpe o vaso, mantendo a tampa fechada, higienize a pia e demais superfícies com álcool ou água sanitária. Sempre lave as mãos com água e sabão
  • Separar toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos para uso exclusivo
  • O lixo produzido precisa ser separado e descartado
  • Evite compartilhar sofás e cadeiras e realize limpeza e desinfecção frequente com água sanitária ou álcool 70%
  • Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária
  • Caso o paciente não more sozinho, recomenda-se que os demais moradores da residência durmam em outro cômodo
  • Mantenha a distância mínima de 1,5 m entre a pessoa infectada e os demais moradores

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, declarou que a variante Ômicron causa um número maior de casos, mas que ainda não há dados sobre o aumento de mortes. Entretanto, foi observado pela pasta que “onde a vacinação caminhou bem não temos uma correspondência entre o número de mortes proporcionais ao aumento de casos”, disse Queiroga.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp