Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério Público Eleitoral, por meio da Promotoria Eleitoral da 1ª Zona da Comarca de Fortaleza e pelo Grupo Especial de Atuação Conjunta para Auxílio na Investigação de Ilícitos Eleitorais Complexos (GEACO), propôs uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral para cassação dos registros de candidatura do prefeito eleito de Fortaleza, José Sarto Nogueira (PDT), do vice, José Élcio Batista (PSB) e do vereador eleito Lúcio Albuquerque Figueiredo Bruno.

Segundo o MP, os envolvidos foram beneficiados pela prática de abuso de poder político e econômico e captação ilícita de sufrágio, nos termos do artigo 22, caput e inciso XIV, da Lei Complementar Federal nº 64/90, combinada com o artigo 14, parágrafo 9º, da Constituição Federal de 1988. 

A investigação dos fatos tramita em segredo de justiça por possuir documentos sigilosos. Portanto, os membros do Ministério Público Eleitoral não poderão se pronunciar.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp