Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, teve teste positivo para Covid-19 e ficará isolado, durante 14 dias, em Nova York, informou o Ministério da Saúde nesta terça-feira. É o segundo caso confirmado na delegação brasileira que participa da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Toda a comitiva brasileira deverá ser submetida a um teste para a doença, assim como jornalistas e cinegrafistas que estiveram em contato com seus membros. A comitiva, que embarcou para os EUA no domingo, também deverá trabalhar em sistema remoto nos próximos dias do evento, que se estende até a próxima segunda-feira.

Queiroga deu diversas entrevistas na parte externa do hotel onde estava hospedado em Nova York, sempre sem máscara, além de ter circulado pelas dependências da ONU e pelo Memorial do 11 de Setembro, onde esteve com o presidente Bolsonaro.

Ontem, outro integrante da comitiva brasileira já havia sido diagnosticado com a doença e foi isolado no mesmo hotel em que se hospeda o presidente Jair Bolsonaro.

A função e a identidade do primeiro funcionário não foram confirmadas pelo governo brasileiro, mas sabe-se que cuidou dos preparativos antes da chegada das autoridades, e na sexta-feira se encontrou com colegas e visitou a missão do Brasil na ONU, que funciona em um edifício comercial na Terceira Avenida.

(*)com informação do Jornal Extra

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp