Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Muito antes do surgimento da pandemia, que forçou o mundo a se adaptar a uma realidade mais virtual e menos física, a digitalização do Judiciário já se mostrava como forte tendência desde 2019.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça, a cada 10 ações iniciadas no passado, 9 foram abertas através de meio digital. Não só isso. Este foi o décimo primeiro ano consecutivo em que houve crescimento dos processos eletrônicos, chegando a marca de 131,5 milhões de ações ajuizadas, em 90 tribunais pelo Brasil.

Ficam fora desses dados os processos do Supremo Tribunal Federal.

Entre os ramos do Poder Judiciário, a Justiça do Trabalho segue como a principal adepta da virtualização, com os maiores percentuais de casos novos ingressados em meio eletrônico: 100% no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e 98,9% nos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs). Em 2019, todas as ações iniciadas nas varas trabalhistas, órgãos de primeira instância, eram eletrônicas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp