Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os moradores do Município de Paramoti, na Região dos Sertões de Canindé, sofrem com a falta de água e cobram mais atenção dos Governos Estadual, Municipal e Federal diante do sofrimento da população.

Um morador da comunidade de Santa Lúcia, em Paromoti, relata que a população está abandonada e, sem carro pipa, o jeito é transportar a água no ‘jumento pipa’, com sete cargas por dia.

A Operação Pipa, que é coordenada pela 10ª Região Militar, não chegou ao Município. A reportagem é do correspondente do Jornal Alerta Geral na Região dos Sertões de Canindé, Welington Lima.

Moradores de Tauá enfrentam encruzilhada: ou bebem água salgada ou água poluída

O drama continua no cotidiano de moradores de comunidades rurais do município de Tauá, na Região dos Inhamuns, que sofrem com a falta de água. O correspondente do Jornal Alerta Geral destaca que uma obra da prefeitura de Tauá, realizada, em 2007, na gestão da então prefeita Patrícia Aguiar (PSD), poluiu o lençol freático do Açude Broco, que teve água poluída com chorume.

O relatório sobre a poluição do manancial do Açude Broco, de acordo com Alverne, está com o Ministério Público Estadual. O drama relatado pelo correspondente do Jornal Alerta Geral mostra, também, que a Operação Pipa, coordenada pela 10ª Região Militar, continua com a captação de água salgada em um poço profundo no Município de Aíuaba. A água, transportada por carro pipa, é rejeitada nas comunidades por ser imprópria para o consumo da população.

Após a participação de Alverne Lacerda, o Bate Papo Político, com os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, cobram aos deputados estaduais e federais da Região dos Inhamuns empenho para resolver o drama da falta de água nas comunidades rurais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp