Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais de 100 cidades brasileiras deverão realizar manifestações convocadas pelo Vem Pra Rua. Elas estão distribuídas em 20 estados. Segundo o movimento, serão atos pacíficos, democráticos e contra a corrupção. As manifestações acontecem um dia antes do STF (Supremo Tribunal Federal) decidir um habeas corpus preventivo que beneficia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) a 12 anos e um mês de prisão em um dos casos de corrupção no qual ele é réu.

O assunto ganha força também no Judiciário brasileiro. Procuradores do Ministério Público e outros servidores da Justiça fizeram um abaixo-assinado com mais de 5 mil assinaturas no qual se posicionam favoráveis às prisões em segunda instância. As manifestações também ocorrem no exterior: brasileiros que vivem nos Estados Unidos, na Inglaterra, na Itália e no Chile também irão se posicionar contra a corrupção.

O Vem Pra Rua entende que rediscutir as prisões após condenação em segunda instância pode não só beneficiar o ex-presidente Lula, como também todos os outros investigados e condenados por crimes de corrupção que travam o desenvolvimento do Brasil, além de criminosos de outras naturezas, sendo algo oportunista e inadequado – em especial neste momento em que o país busca renovação.

Nas últimas semanas, o Vem Pra Rua se mobilizou de várias formas: encaminhou uma carta aberta ao Supremo e se reuniu com a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, a quem relatou a indignação dos brasileiros ao ver um réu condenado andar livremente pelo país. No Ceará a manifestação está prevista para as 18h30, na Praça Portugal, em Fortaleza.

 

Com informações da Ascom

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp