Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Estudantes, professores e servidores públicos estão nas ruas nesta terça-feira (13) no Dia Nacional de Lutas em Defesa da Educação e da Previdência. A mobilização acontece em diversas parte do Brasil e buscam denunciar o desmonte da educação pública e impedir o avanço da reforma da Previdência. Movimentos são registrados em Fortaleza e cidades do interior do Ceará.

A concentração teve início às 8h na Praça da Gentilândia, no Bairro Benfica. Por volta das 9h10, os participantes saíram em passeata pela Avenida 13 de Maio, em direção ao Centro de Fortaleza. O trânsito na avenida ficou bloqueado.

Somente neste ano é a terceira vez  que setores vão às ruas pleiteando mudanças na reforma da Previdência e paralisação do contingenciamento de recursos para a instituições federais de ensino.

O protesto, que tem sido apelidado de “Tsunami da Educação”, é encabeçado pela União Nacional dos Estudantes (UNE), juntamente com movimentos populares, entidades estudantis e centrais sindicais.

O objetivo central é barrar o processo de privatização das universidades a partir do programa Future-se, conduzido pelo ministro da Educação Abraham Weintraub, além de cobrar a reversão dos cortes da educação.

Interior

Também são registrados atos nas cidades de Cascavel, na Região Metropolitana, e em Sobral e Iguatu, no interior do estado.

Em Iguatu, a concentração acontece na Praça Gonçalves de Carvalho, no Centro da cidade. Líderes sindicais, representantes de movimentos sociais e estudantes saíram pelas ruas do município com bandeiras do Brasil e faixas com frases a favor da educação.