Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Porteiras, articulou, na tarde desta terça-feira (08), reunião na Prefeitura de Penaforte com o prefeito daquele município, Francisco Agábio Sampaio Gondim; o prefeito eleito, Rafael Ferreira Angelo; suas respectivas equipes; o presidente da Câmara Municipal, vereador Nezinho Pereira, bem como representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Penaforte. O ato decorre de inspeção determinada em inquérito civil instaurado para apurar atraso no pagamento de salários de servidores e eventual abandono do cargo por parte do prefeito da cidade. 

Na oportunidade, o promotor de Justiça André Barroso colheu do atual prefeito o compromisso de, ainda nesta gestão, que termina no próximo dia 31 de dezembro, efetuar o pagamento dos vencimentos atrasados dos servidores efetivos, comissionados e temporários, bem como daqueles que foram exonerados ou que tiveram seus contratos rescindidos, e, ainda, de deixar dinheiro livre em caixa da Prefeitura para que o próximo gestor possa honrar com o pagamento de dívidas empenhadas e já liquidadas, os chamados restos a pagar. 

Foi ainda requisitada uma série de dados à gestão atual, como a relação de todos os pagamentos efetuados a fornecedores nos últimos quatro meses e a relação de todas as contas da Prefeitura com os respectivos extratos do mesmo período. O município dispõe de até o dia 15 de dezembro para apresentá-los. “Constatamos que não houve abandono de cargo, pelo contrário; o gestor e sua equipe permanecem trabalhando cientes de suas responsabilidades para com a população de Penaforte até o fim deste mês”, disse o representante do Ministério Público. 

Ao final da inspeção, o membro do Ministério Público foi recebido por um grupo de vereadores e representantes dos servidores afetados pelo atraso de salários na Câmara Municipal, quando, por sugestão do próprio prefeito de Penaforte, foi formada uma comissão com representantes dos trabalhadores exonerados e com salários atrasados e membros do Poder Legislativo local e do Sindicato dos Servidores Públicos daquele município, com o propósito de compilar os dados de todos os afetados e discutir com o poder público um cronograma exíguo para pagamento dos salários atrasados. O Ministério Público acompanhará as negociações e poderá, ao final, propor a celebração de um compromisso de um termo de ajustamento de conduta. 

Visita à Delegacia Municipal de Penaforte e encontro com tropa da Polícia Militar 

Após o encontro com gestores, vereadores e servidores, o promotor de Justiça respondendo pela comarca vinculada de Penaforte ainda visitou as dependências da Delegacia Municipal de Polícia Civil e conversou com policiais civis e militares sobre os desafios dos trabalhadores da segurança pública na área de fronteira com o Estado de Pernambuco.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp