Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Devido a pandemia do novo coronavírus, os candidatos que planejam entrar nas disputas municipais terão limitações quanto a mobilizações nas ruas como carreatas, passeatas e comícios. Em razão disso, o senador Cid Gomes (PDT-CE) defende a ampliação do tempo de propaganda eleitoral dos candidatos no rádio e na televisão, a fim de que eles possam apresentar suas propostas de maneira abrangente.

Tendo já o consenso fechado para o adiamento das eleições, os senadores se articulam para avançar na tramitação das propostas que precisam ser votadas até o final do mês de junho, para que então se tenha uma definição exata sobre em qual data ocorrerá o primeiro turno. Atualmente, duas propostas tramitam, uma para o dia 6 de dezembro e outra para o final do mês de novembro.

Ao comentar o assunto, o jornalista Beto Almeida destaca que o consenso já estava firmado e já era previsível, mas pontua que agora a grande incógnita é em relação ao que será alterado nas outras datas e prazos eleitorais. Ele destaca, por exemplo, o fato de que para o dia 20 de julho estão marcadas as convenções, já para o dia 15 de agosto está o registro das candidaturas e para o dia 16 o início da campanha eleitoral.

“As convenções ainda sim ficam permanecendo nesse prazo que nós falamos ou elas também serão esticadas, sendo esticadas serão necessárias convenções virtuais ou não? E no adiamento das eleições, nós teremos um dia ou dois? São muitas perguntas e questionamentos, mas tudo vai ser resolvido porque exite pleo menos quatro propostas e que vão ser unificadas em um único projeto“, declara Beto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp