Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A vacina contra a gripe e influenza está disponível em todos os postos de saúde do Estado do Ceará. Gestantes e crianças com 6 meses até 5 anos de idade serão os primeiros grupos a serem imunizados e os demais grupos prioritários serão vacinados a partir do dia 22 de abril.

A 21º Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza ocorrerá até o dia 31 de maio. O principal dia da campanha – o dia D – será no dia 4 de maio.

O assunto foi destacado no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 23 emissoras no Interior), desta terça-feira (16), pelo médico ortopedista e professor universitário, Dr. Henrique Cesar, que faz o alerta: “não acreditem em Fake News e busquem o quanto antes sua vacinação”.

Além de gestantes e crianças menores de 6 anos de idade, também devem se vacinar mulheres com até  45 dias de pós-parto e idosos a partir de 60 anos. Veja o cronograma:

Cronograma de vacinação:

  • De 10 a 18 de abril – gestantes, puérperas e crianças de 6 meses até 5 anos de idade;
  • De 22 a 26 de abril – trabalhadores da saúde;
  • De 29 de abril a 3 de maio – pessoas com 60 anos ou mais;
  • Dia D, 4 de maio – todos os grupos prioritários;
  • De 6 a 10 de maio – portadores de doenças crônicas ou comorbidades;
  • De 13 a 17 de maio – professores;
  • De 20 a 31 de maio – todos os grupos prioritários, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Sintomas e prevenção

Indivíduos que apresentem sintomas de gripe devem: evitar sair de casa durante o período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas); restringir ambiente de trabalho para evitar disseminação; evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados; e adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Para prevenir a doença, o Ministério da Saúde recomenda medidas como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em espirrar na parte de dentro dos cotovelos e cobrir a boca ao tossir, visando à redução do risco de infecção pelo vírus.

Também é recomendado não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas, além de ficar atento aos sinais e sintomas de maior gravidade. Nesses casos, é recomendado que se busque imediatamente a avaliação em uma unidade de saúde.

Acompanhe no player abaixo: