Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Aqueles que possuem dívidas com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), podem, a partir desta segunda-feira até o dia 31 de agosto, renegociar seus débitos. As condições são válidas para universitários, profissionais formados e aqueles que desistiram, mas que estão com nome negativado que tenham assinado o contrato até o segundo semestre de 2017 e que estejam com atraso de mais de 90 dias no pagamento das parcelas até o dia 3a de dezembro de 2021, data em que foi assinada a medida provisoria que permite a negociação..

A MP para negociação visa reduzir a inadimplência da carteira de crédito e garantir a sustentabilidade do programa. Acredita-se que a medida abrange 1 milhão e 70 mil estudantes com saldo devedor de aproximadamente R$ 35 bilhões. Os estudantes poderão barganhar descontos e condições melhores de pagamento através da internet, pelo Internet Banking ou pelo aplicativo, tanto para os contratos do Fies vinculados ao Banco do Brasil quanto para os vinculados à Caixa Econômica Federal.

Aproximadamente 548 mil estudantes inadimplentes, grupo que inclui os inscritos no Cadastro Único e no Auxílio Emergencial, podem receber descontos de até 92%, caso o atraso supere 360 dias. O valor remanescente dessa dívida poderá ser dividido em até dez parcelas corrigidas pela taxa Selic, desde que a parcela mínima seja de R$ 200. Já outros 524 mil estudantes podem requerer abatimentos de até 86,5% para o pagamento integral do saldo devedor.

Estudantes com atraso superior a 90 dias podem obter desconto de 12% no pagamento à vista do valor principal ou parcelar em até 150 meses, com redução integral de 100% de juros e multas.des

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp