Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Desgastado com as posições adotadas nas medidas de combate ao novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro passou a ter seu cargo questionado por algumas pessoas que já pedem sua renúncia. Contudo, uma pesquisa data folha revelou que 59 da população não deseja que o líder do executivo renuncie. O assunto foi destaque dentro do jornal Alerta Geral desta segunda-feira (06).

No Bate-Papo político, os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida comentaram a pesquisa e dialogaram sobre quais reflexões o presidente deve tomar a partir dos resultados obtidos por meio dessa aferição popular acerca da manutenção de poder de Bolsonaro no cargo de presidente.

Além das declarações que minimizaram os riscos do coronavírus, bem como das críticas às medidas de isolamento social adotadas pelos governadores, Bolsonaro também tem sido bastante questionado pelas indiretas proferidas contra seus ministros, sobretudo, Luis Henrique Mandetta, que conduz a pasta do Ministério da Saúde e já teve conflito nos discursos com o presidente.

Apesar disso, a maioria população brasileira mostra na pesquisa realizada que não deseja a saída do presidente. O jornalista Luzenor de Oliveira comenta que os números acabam contribuindo para dar mais tranquilidade ao governo a fim de que ele consiga administrar essa crise e fazer uma reflexão sobre como tem reagido frente ao problema.

Beto Almeida, por sua vez, comenta acerca da pesquisa: “Apesar das falhas do governo, do presidente Bolsonaro, na condução das ideias em torno do coronavírus e das ações que existe entre o que ele entende como essencial e o que a equipe do Ministério da Saúde coloca em prática por exemplo. O que me coloca muito claramente é o seguinte, os nossos milhões de brasileiros parece que tem muito mais bom senso do que o presidente

“Eles entendem que apesar dos erros cometidos pelo governo, politicamente ele continua legitimado no seu governo, no entanto, os brasileiros não deixam de reconhecer os erros do presidente Bolsonaro, de reconhecer os acertos da sua equipe econômica“, diz Beto Almeida.

Para o jornalista Beto Almeida o povo brasileiro tem conseguido separar a questão política da crise sanitária que necessita de unidade e determinação, não podendo jamais sofrer um abalo tão grande como a saída de um presidente no meio de uma crise. Contudo, Beto pontua que o presidente parece ainda não estar aprendendo por continuar a fazer ameaças e críticas, e que isso, precisa mudar.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp