Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As novas regras para aposentadoria de milhares de cearenses chega a mais um capítulo. Nessa terça-feira, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o relatório da reforma da Previdência por 17 votos favoráveis e 9 contrários. Em seguida, a proposta foi apreciada pelo plenário do Senado que aprovou em primeiro turno o texto-base da reforma da Previdência. Foram 56 votos a favor, 19 votos contrários e 1 abstenção.

Após a aprovação, os senadores iniciaram a votação de dez destaques de bancada.

 

Acompanhe a sessão no Senado:

Mais cedo a oposição tentou retirar trechos do relatório e apresentou 6 destaques, mas 3 foram rejeitados, entre eles os que tratavam das aposentadorias especiais e do pagamento do abono salarial. Os demais foram retirados de pauta.

Segundo o relator, a proposta mantém a previsão do governo federal de economia para a União de R$ 876,7 bilhões em dez anos, caso a reforma seja aprovada. O relator do texto defende que eventuais mudanças na proposta, como a inclusão de estados e municípios no regime previdenciário, sejam tratadas por meio de uma PEC paralela, que já está em tramitação no Senado. Tasso Jereissati rebateu as críticas da oposição de que a reforma da Previdência vai atingir os mais pobres.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp