Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

No primeiro dia do mês de novembro, a cor azul passa a representar uma importante causa a ser exposta à sociedade, que é a campanha de combate ao câncer de próstata e a conscientização da importância de exames regulares e o diagnóstico precoce. A campanha é realizada durante todo o mês de novembro mobilizando os homens da importância dos exames urológicos anualmente a partir dos 45 anos de idade. Além disso, outro aspecto deve ser levado em consideração é o acompanhamento do urologista a partir dos 40 anos, em casos de história familiar da doença (pai e irmãos).

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros, e que 14.484 homens morreram em decorrência da doença em 2015 no país, já que a doença em seu estágio inicial não apresenta nenhum sintoma e na maioria das vezes é descoberta tardiamente, onde muitos pacientes são diagnosticados em estágios avançados da doença.

A doença pode ser detectada a partir da realização de exames de toque e de sangue, que é o PSA, periodicamente, sendo os dois complementares, visto que o exame de sangue não substitui o de toque, assim, é preciso à realização dos dois. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 20% dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados do câncer de próstata, fazendo que a taxa de mortalidade chegue a 25% dos homens, um dos principais motivos para as altas taxas, além de não apresentar sintomas no estágio inicial, é o preconceito dos homens fazerem o exame de toque retal, que é fundamental para a descoberta da doença.

A escolha do mês de novembro se deve ao fato de que no dia 17 é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, e da importância para espalhar informações sobre a causa para a população, estimulando, assim, a procura de urologistas anualmente, já que há uma taxa bastante alta de cura e de controle para os casos iniciais.