Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Já estão a caminho dos Estados Unidos as primeiras pás eólicas produzidas na área industrial do Complexo do Pecém pela Aeris, sob encomenda da alemã Nordex. Dezoito pás tiveram o embarque finalizado no último fim de semana, após alguns dias de intensa operação no pátio de armazenagem e no Terminal de Múltiplas Utilidades do Porto do Pecém.

Cada uma dessas gigantes mede 72,4 metros de comprimento e pesa 22,9 toneladas, dimensões que impressionaram os trabalhadores portuários do Pecém. Hoje uma área no pátio do porto cearense é exclusiva para a armazenagem das pás eólicas produzidas no Complexo do Pecém.

“Estamos buscando consolidar o Complexo do Pecém como referência para todo o segmento de energias renováveis, portanto, ter uma grande fabricante como a Aeris em nossa área industrial produzindo para os grandes players do cenário internacional como a Nordex, que inicia este projeto conosco, é gratificante e ao mesmo tempo desafiador”, afirma Duna Uribe, diretora Executiva Comercial do Complexo do Pecém.

Para Carlos Alberto Nunes, gerente comercial da Tecer Terminais prestadora de serviço operacional do Porto do Pecém, esta operação traduz a importância das parcerias entre grandes empresas do setor. “Se não houvesse abertura entre as companhias envolvidas, o processo seria outro, mais lento. Conseguir integrar os serviços das empresas portuárias foi fundamental para que este embarque de proporções físicas notórias acontecesse. Adaptabilidade é o sinônimo desta operação”, afirma.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp