Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 237 operações policiais resultaram em mortes no Brasil entre junho e outubro deste ano, de acordo com o estudo “Retratos da Violência”, divulgado nesta quinta-feira (21), na Assembleia Legislativa do Ceará. No total, 291 pessoas morreram e 97 ficaram feridas por intervenção policial no Ceará, Pernambuco, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. O aumento é de 56% se comparado ao mesmo período de 2018.

Em 28% das ações policiais monitoradas houve mortos e feridos. Mas esse valor varia significativamente entre os estados. O Rio de Janeiro se destaca não só pelo número de operações policiais, mas pela sua letalidade: 49% das ações monitoradas teve vítimas, revela o estudo.

A pesquisa acompanhou 1.384 operações e 1.274 patrulhamentos. Em 59% dos casos, a força envolvida era a Polícia Militar e em 33% a Polícia Civil. A Polícia Federal esteve envolvida em 5% e a Polícia Rodoviária Federal esteve envolvida em 6% dos eventos. O estudo mostra também que o número de homicídios caiu em todos os estados pesquisados no período. O Ceará teve a maior redução: 52,27%.

Além disso, o levantamento também apontou que, de junho a outubro de 2019, foram 528 casos de mulheres vítimas de feminicídios, tentativas de feminicídio, agressões físicas ou sexuais. No Ceará, foram 31 feminicídios, 60 em São Paulo, 39 na Bahia, 37 em Pernambuco e 35 no Rio de Janeiro. O restante, 326, foram tentativas de feminicídio, agressões físicas ou sexuais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp