Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após dois anos de aumento, o número de homens que realizam atividades domésticas teve queda no Ceará. O estado é o quarto no brasileiro com maior disparidade de realização de afazeres domésticos entre homens e mulheres, de acordo com dados de 2019 divulgados na manhã desta quinta-feira (4) por pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apenas 66% dos homens ouvidos pelo órgão colaboram no trabalho doméstico, enquanto entre as mulheres essa taxa sobe para 90%. Quando comparado a dados anteriores, a quantidade de homens que colaboram com as tarefas caiu três pontos percentuais em relação a 2018. A queda contraria a tendência de aumento, quando em dois anos, entre 2016 e 2018, a participação masculina nas atividades aumentou mais de 10 pontos percentuais.

Entre outras tarefas, o IBGE considerou como afazeres domésticos: o preparo de alimentos; a limpeza de roupas e sapatos; pequenos reparos no domicílio ou no automóvel; fazer compras ou pesquisar preços de bens; cuidar de animais domésticos; e cuidar da organização do domicílio (pagar contas, contratar serviços e orientar empregados).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp