Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O número de linhas móveis pós-pagas alcançou, em julho, 40,01 por cento do total de celulares no país. Os números, divulgados pela Agência Nacional e Telecomunicações (Anatel), confirmam a tendência de queda no percentual de linhas pré-pagas e crescimentos do pós-pago. Nos últimos 12 meses, as linhas pós-pagas cresceram 13,47 por cento, fechando o mês de julho com 93,922 milhões de acessos, um crescimento de 0,79 por cento na comparação com junho.

As linhas pré-pagas representam 59,99 por cento da base total de linhas móveis, mas apresentaram uma redução de 11,56 por cento nos últimos 12 meses, terminando julho com 140,826 milhões de linhas ativas, uma redução de 18,409 milhões de linhas. Na comparação com o mês de junho, a redução foi de 0,75 por cento com 1,064 milhão de linhas desligadas.

De acordo com a Anatel, apesar do crescimento da base pós-paga, os números gerais confirmam a tendência de queda geral no número de linhas. Em julho, o país registrou 234,75 milhões de linhas em operação redução de 3 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado, fechando o período com 7,26 milhões de linhas a menos.