Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O acesso ao Maciço de Baturité e a trafegabilidade na região passam por requalificação através de serviços executados pela Superintendência de Obras Públicas (SOP). As ações abrangem oito trechos, e incluem duplicação, restauração e recuperação. O investimento total é de aproximadamente R$ 98 milhões nos 215 km de malha viária que vêm passando pelas melhorias. Esses trabalhos beneficiam Guaramiranga, Baturité, Aracoiaba, Aratuba, Capistrano, Redenção e Palmácia, integrantes da região, além de Pacatuba e Maranguape, que fazem a conexão com a Capital. Dão mais segurança para deslocamento de moradores, transporte da produção agrícola e impulsionamento do turismo.

Entre as obras em andamento está a duplicação de 37 km da rodovia CE-060, de Pacatuba até Redenção. São R$ 64 milhões aplicados por Tesouro do Estado e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para serviços de alargamento da via, drenagem, pontes e bueiros, pavimentação, revestimento asfáltico, sinalizações (horizontal e vertical) e proteção ambiental. A execução está em quase 60%.

Outra intervenção estratégica para o desenvolvimento da região é relacionada a outro acesso: a restauração de 9 km da CE-065 entre Maranguape e Ladeira Grande, que está 53% pronta e deve ser entregue no início de 2020. Com aplicação de piso intertravado, o valor da obra é de R$ 14 milhões.

Outros seis trechos estão no Pacote de Recuperação das Estradas: CE-060 (Capistrano – entroncamento da CE-456); CE-060 (Aracoiaba – Baturité); CE-065 (Ladeira Grande – Bu); CE-065 (Bu – Aratuba); CE-356 (Pernambuquinho – Guaramiranga) e CE-538 (Pico Alto). Eles representam 169 km que serão melhorados até o fim do ano, por R$ 20 milhões. Desses segmentos, dois estão prontos: CEs 356 e 538.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp