Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um dos suspeitos de envolvimento na chacina, ocorrida no último dia 12 de junho, em Horizonte, na Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13), foi preso na manhã desta quinta-feira (22), após um trabalho de investigação desenvolvido pela Polícia Civil do Estado do Ceará.

O fato ocorreu, após os cumprimentos de mandado de prisão e de busca e apreensão realizados no bairro Diadema II, no mesmo município onde ocorreu o crime. Com o suspeito, foram apreendidas uma arma de fogo de carga da Polícia Civil da Paraíba e um colete balístico.

Após um trabalho de investigação presidido pela Delegacia Municipal da cidade, com o apoio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) e das Delegacias Metropolitanas de Aquiraz e de Pindoretama, equipes de policiais civis diligenciaram até a residência de Marcos Kleber Leite Silva (19) – conhecido por “Pep”.

No local, a Polícia encontrou uma pistola calibre .40, com o brasão da Polícia Civil da Paraíba; um carregador e 28 munições. Ainda por meio das buscas no local, os profissionais de segurança encontraram um punhal, um colete balístico e aparelhos celulares.

Segundo o delegado Rodrigo Jatahy, responsável pelas investigações, “Pep” foi um dos suspeitos que desembarcou do veículo, no dia do crime, e efetuou os disparos que vitimaram as cinco pessoas, entre elas uma criança, na cidade de Horizonte.

O suspeito, que já responde por tentativa de homicídio e tráfico de drogas, foi indiciado por homicídio e posse ilegal de arma de fogo. A Polícia Civil mantém os trabalhos policiais, no intuito de prender o segundo envolvido, que já foi identificado.

O crime
O fato ocorreu, no bairro Diadema, quando suspeitos chegaram, em um veículo Toyota Corolla, e efetuaram disparos contra as vítimas, que estavam em um bar comemorando um aniversário. Morreram em decorrência dos disparos de arma de fogo: Herton Ricardo da Silva Menezes (20), Gabriel de Sousa Moura (03), Rafaela Alves Silveira (19), Bruna Erica Viana de Sousa (21) – todos sem antecedentes; e Marcilândio Cavalcante de Sousa (28), que respondia por receptação, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Outras duas vítimas também foram atingidas e socorridas para uma unidade de saúde.

Denúncia
A Polícia Civil reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar a identificar os autores do crime. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); ou para o 190, da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). O sigilo é garantido.

Com informações Secretária de Segurança e Defesa Social do Ceará