Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Polícia Militar do Ceará e o Departamento Estadual de Trânsito realizaram entre os dias 30 de outubro e 02 de novembro a Operação Finados, atuando em 28 pontos de fiscalização no combate à infrações e crimes de trânsito. 

Em todo o período, foram registrados 36 acidentes nas rodovias estaduais com 26 feridos e seis vítimas fatais. Das mortes, quatro foram de motoristas que trafegavam em motocicletas, sendo que três estavam sem capacete. 

De sexta a segunda, os agentes do Detran e os policiais abordaram quase 12 mil veículos e registraram 3.726 infrações. Entre as principais estão: não usar capacete ou transportar passageiro sem capacete e não portar cnh em mãos. O excesso de velocidade continua sendo a infração mais flagrada nas rodovias. Os equipamentos de fiscalização eletrônica registraram 16.569 infrações por velocidade superior a 20% da permitida na via.

Recolhimento de Animais

Outro trabalho desenvolvido pelo Detran-CE para prevenir acidentes é o recolhimento diário de animais nas rodovias estaduais. Em feriados prolongados, o trabalho é intensificado e, durante a Operação Finados de 2020, foram percorridos 5.320 km e 28 animais recolhidos, em sua maioria, jumentos.

Em todo Brasil

Oitenta e seis pessoas perderam suas vidas em acidentes de trânsito registrados em rodovias federais durante o feriado de Finados. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registrados 858 acidentes nas estradas federais que cortam o país, deixando um saldo de 1.064 feridos.

A PRF não comparou os números deste ano com os de 2019, por considerar que a comparação não faria sentido, já que, no ano passado, o dia de Finados caiu em um sábado e, portanto, não houve aumento significativo do número de veículos nas rodovias.

Entre a 0h da sexta-feira (30) e as 24h de ontem (2), os cerca de 10 mil policiais rodoviários federais mobilizados pela Operação Finados 2020 fiscalizaram mais de 133 mil veículos. Mais de 6,2 mil testes do etilômetro, o popular bafômetro, foram realizados para identificar motoristas alcoolizados. O que resultou na autuação de 646 motoristas. Outros 5,5 mil condutores foram flagrados durante ultrapassagens proibidas.

No mesmo período, 492 pessoas foram detidas em flagrante – apenas 83 delas por cometerem crimes de trânsito. Noventa e oito veículos roubados foram recuperados. Foram apreendidas 1,3 tonelada de maconha e 1,6 tonelada de cocaína – o que, segundo a PRF, representa um prejuízo de mais de R$ 200 milhões para narcotraficantes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp