Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os deputados estaduais de oposição ao Governo do Estado estão distribuídos entre cinco dos 17 partidos que elegeram representantes à Assembleia Legislativa para a legislatura que começa neste dia primeiro de fevereiro de 2019. 

As bancadas de oposição ficaram, assim, distribuídas: Renato Roseno (PSOL), André Fernandes e Delegado Cavalcante (PSL), Soldado Noélio e Victor Valim (PROS); Fernanda Pessoa e Nelinho Freitas (PSDB), e, pelo Solidariedade, o deputado estadual Heitor Férrer –  um histórico oposicionista a quem estiver no Governo do Estado.  

Algumas nuances nessa composição dos partidos de oposição chamam a atenção: o Solidariedade apoiou à reeleição do Governador Camilo Santana, e, além de Heitor Férrer, reelegeu a deputada estadual Aderlânia Noronha. Aderlânia é aliada ao Governo, enquanto Heitor se manterá na oposição. 

Outras nuances

O PSDB pode ficar dividido: de um lado, Fernanda Pessoa, reeleita, é oposicionista à administração estadual, e o empresário Nelinho Freitas, deputado eleito para o primeiro mandato, tende a apoiar o Governo Camilo, mesmo caminho que pode ser adotado pelo Delegado Cavalcante, da bancada do PSL. Ou seja, a oposição terá entre 6 e 8 deputados estaduais, o que deixa o governador Camilo Santana com muita facilidade para aprovar projetos na Assembleia Legislativa.