Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os deputados federais e senadores entram na reta final das atividades de 2021 no Congresso Nacional e focam, nesta semana, na análise sobre os rumos do Orçamento da União para 2022. Um dos pontos de estudos é o pedido do Ministério da Economia que encaminhou ao Congresso Nacional mensagem com pedido para ser incorporado ao projeto de Orçamento de 2022 o aumento de gastos em decorrência da alta da inflação, o Auxílio Brasil de no mínimo R$ 400 e o vale-gás, projetos que ainda não constavam no texto em discussão entre deputados e senadores. Outra prioridade é a definição do Fundo Eleitoral para 2022 que deve ficar em R$ 2,7 bilhões.


O Orçamento da União terá, para 2022, R$ 620 milhões – em emendas parlamentares individuais e coletivas impositivas, para o Estado do Ceará. Os deputados e senadores querem, também, emplacar outras emendas com pedidos de obras que não tem liberação obrigatória. As emendas, como define, no Bate Papo Político, no Jornal Alerta Geral, o jornalista Beto Almeida, fazem parte do orçamento faz de conta, com previsão de despesas sem a existência de recursos para cobrir os gastos.

Os repórteres Marcus Vinícius, Sátiro Sales e Carlos Alberto fazem um relato sobre a intensa movimentação nos bastidores políticos na reta final de atividades do Congresso Nacional em 2022.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp