Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um relatório do Conselho Nacional dos Direitos Humanos e Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente — ambos ligados à Secretaria de Direitos Humanos — e pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão da PGR recomendam a responsabilização do governador do Ceará, Camilo Santana, por maus tratos contra jovens e adolescentes do sistema socioeducativo.

Representantes dos três órgãos visitaram as unidades e colheram depoimentos de torturas, agressões físicas e verbais, falta de atendimento médico, falhas na educação e falta de condições de higiene.

Um adolescente contou ter se machucado com estilhaços de uma bala disparada contra o piso em maio deste ano. Outro disse ter sido vítima de agressões com pedaços de madeira, socos e chutes por um agente socioeducador em abril.

No Centro Educacional Dom Bosco, verificou-se 10 jovens com pulsos machucados pelo uso frequente da algema.

Vários adolescentes narraram que, como forma de punição por supostos atos de indisciplina, são pendurados por algemas na saída de ventilação dos dormitórios e ficam nesta posição sem encostar os pés no chão por longos períodos.

Como sanção, os três órgãos recomendam que o relatório seja encaminhado ao MP do Ceará, para adotar as medidas cabíveis contra o governador.

Crédito do Jornal Globo