Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Retirar dúvidas, aprender dicas e compartilhar conhecimento. Esse foi o resultado da palestra realizada, na manhã desta sexta-feira (26), no auditório da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Em apoio à campanha de incentivo à prevenção contra o câncer de mama, internacionalmente conhecida como “Outubro Rosa”, a Pefoce deu sua contribuição à causa. Servidores da instituição e alunos da Universidade da Integração Internacional Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) participaram da palestra “Prevenção ao câncer de mama: mitos e verdades”, ministrada pelo perito geral adjunto, Victor Hugo Medeiros Alencar.

Um pouco antes de iniciar a palestra, os cerca de 60 participantes responderam um questionário com 15 itens sobre mitos e verdades referentes ao câncer de mama. A partir daí, foram cerca de quase duas horas de explicações. Segundo Victor Hugo, o autoexame e a consulta ao médico são fundamentais. “Quanto mais cedo for realizado o diagnóstico, maior é a chance de cura”, disse ele, que ressaltou ainda a importância da boa alimentação e a prática regular de exercício.

Para a servidora da Pefoce, Kamila Rebouças, é gratificante participar de eventos como este, “que esclarecem as dúvidas que permeiam quando nos deparamos com tantos mitos sobre a temática que são repassados nas redes sociais e aplicativos de conversas. A partir de agora serei uma multiplicadora dos conhecimentos adquiridos na palestra ministrada pelo Dr Victor, que é um excelente médico e professor”, afirmou Kamila.

Já a professora do curso superior de Enfermagem da Unilab, Vivian Savaiva Veras, que acompanhou a palestra junto com 11 alunos da instituição que faziam visitação as instalações da Pefoce, a temática é relevante e necessária a discussão frequente como forma de conscientização. “Dr. Victor Hugo foi muito explicativo, didático e quando ele trouxe casos reais de situação de quando não se previne precocemente o câncer, deu para ver as proporções que a doença pode causar na vida de uma mulher. Até para nós, que somos da área da saúde, a palestra nos ajudou esclarecer muitas coisas que são ditas na ‘cultura popular’”, disse Vivian.

Durante a palestra, foi possível esclarecer alguns pontos importantes sobre as causas e tratamentos, entre eles:

“Quem menstrua muito cedo ou é mãe depois dos 30 anos tem maior probabilidade de desenvolver a doença.”

Verdade. O risco aumenta porque essas mulheres menstruam mais vezes ao longo da vida, ficando excessivamente expostas aos hormônios estrogênio e progesterona.

“Praticar uma atividade física ajuda na prevenção.”

Verdade. Cerca de 30 minutos diários de caminhada são suficientes. E a atividade traz benefícios extras: mantém os ossos fortes e a cabeça tranquila.

“Se diagnosticada no início, a doença costuma ter cura”

Verdade. O diagnóstico precoce do câncer de mama pode aumentar consideravelmente as chances de cura em até 90%. A forma mais eficaz de evitar a evolução da doença é a realização de exames periódicos.

“Homens podem ter câncer de mama.”

Verdade. Apesar de raros (entre 0,5 a 1% dos casos de câncer de mama corresponde ao sexo masculino).

“Antitranspirantes e desodorantes favorecem o aparecimento do câncer de mama.”

Mito. Nenhum estudo comprovou que o uso, seja de produtos roll on, spray ou aerosol, favoreçam o desenvolvimento da doença.

Câncer de mama

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos.

De acordo com o Instituto do Câncer do Ceará (ICC), se diagnosticado no início, há 95% de chance de cura com o tratamento apropriado. Apesar de as campanhas serem encabeçadas por diversos setores/órgãos públicos e privados, no Brasil, somente neste ano, cerca de 60 mil novos casos foram diagnosticados, segundo divulgou o Instituto Nacional de Câncer (Inca), sendo 2.200 novos casos no Ceará.

 

 

 

 

Com informação do SSPDS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp