Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Sete assistentes sociais e três psicólogos foram selecionados para criar novas possibilidades  e facilitar o processo de adoção de crianças e adolescentes. O curso está sendo realizado por meio de uma parceria do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) com a Secretária da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos. Após a parte teórica, o treinamento será realizado de forma prática com a integração dos profissionais no Núcleo de Apoio do Juizado da Infância e Juventude de Fortaleza.

Para a assistente social da SPS, Rita de Cássia Sá, o curso tem sido de grande importância para que os processos de adoção sejam mais rápidos.

É importante que se diga quão difícil é tratar sobre esses caminhos da vida de outra pessoa. Para isso, precisamos ter muito embasamento teórico e prático sobre todo o processo de adoção, explica Rita de Cássia.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp