Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Lideranças empresariais do Ceará voltaram a Fortaleza otimistas com a receptividade de Ministros do Governo Federal ao documento apresentado com pedidos de conclusão de obras de infraestrutura  na Grande Fortaleza e no Interior do Estado.  Dirigentes de entidades empresariais e classistas se reuniram, nessa terça-feira, em Brasília, com os Ministros da Economia, Paulo Guedes, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e do Secretário Executivo da Casa Civil, general Sérgio Pereira.


A mobilização política chamou mais atenção pela ausência de deputados federais e senadores do Ceará na reunião e menos pelo documento listando pontos estratégicos na área da infraestrutura rodoviária e hídrica. A presença da bancada parlamentar em articulações que dependem ou que podem ser agilizadas com a força dos deputados federais e senadores é essencial para qualquer Estado.

Bate-Papo

Dentro do Bate-Papo político desta quarta-feira (12), os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida comentaram assunto. Inicialmente, Luzenor pontua a reivindicação que a comitiva empresarial cearense fez aos ministros com relação as obras do Anel Viário, destacando a importância da conclusão desse trabalho para o estado do Ceará.

“É uma reivindicação justa que a classe empresarial faz ao governo federal e tem também ao mesmo tempo uma nova data marcada para conclusão dessas obras de alargamento do anel viário que ligam os dois portos importantes do Ceará. Do porto do Pecém na região de São Luis do Curu ao porto do Mucuripe em Fortaleza. E também tem as importância do alargamento dessa via por conta da ligação com as BR 222, 020 e 116.”, afirma Luzenor.

Sobre a realização da reunião, o jornalista Beto Almeida salienta a importância do momento: “É sentir, tomar no pulso do governo federal sobre qual é de fato a perspectiva, qual é o trabalho que o governo tem feito pra conclusão dessas obras importantes que foram citadas aí num prazo que seja minimamente razoável”, afirma Beto que ainda destaca o fato de as obras do Anel Viário estarem sendo arrastadas por mais uma década.

Na sequência, Luzenor pontua o fato de que somente um dos 22 deputados cearenses esteve presente, no caso, o parlamentar Domingos Neto (PSD) que liderou a comitiva cearense. Luzenor diz que existe certamente o fato da pandemia como um empecilho para que mais parlamentares comparecessem, porém, diz que o fato não deixou de chamar atenção.

“Afinal é uma pauta política e essas ações passam necessariamente pelos deputados federais e senadores que colocaram dinheiro da União ou fazer pressão para o governo liberar e acelerar projetos, programas e obras que são de interesse do estado do Ceará”, finaliza Luzenor.


O Ceará tem 22 deputados federais e, mesmo que a maioria esteja no bloco de oposição ao Governo Federal, nenhum, certamente, se recusaria a participar de uma missão tão estratégia que – repito, com a força dos parlamentares, poderia angariar ainda mais êxito no Palácio do Planalto. O mesmo pode se dizer em relação ao Senado. Claro que, nesse contexto da pandemia da Covid-19, é necessário se respeitar o protocolo que recomenda menos circulação de pessoas que tenham risco de contrair o vírus.

DOCUMENTOS E OBRAS
As obras são consideradas vitais para sustentação e ampliação das áreas produtivas. O documento elaborado pela Federação das Indústrias do Ceará (FIEC) tem três principais reivindicações:  um dos pontos do é a conclusão das obras de duplicação da BR-222 – do km 32 ao km 90 – e da BR-116, do município de Pacajus até a localidade Boqueirão do Cesário, em Beberibe (Litoral Leste).  Outro pedido é na área hídrica, como a duplicação das estações de bombeamento do canal do São Francisco e duplicação dos sifões do Eixão das Águas.


A comitiva empresarial do Ceará, com representantes de diferentes setores produtivos, voltou a Fortaleza alimentando esperanças de que os apelos para realização das obras serão convertidos em realidade. Os empresários saíram de Brasília com a promessa de que, no primeiro bimestre de 2021, ficarão concluídas as obras de duplicação do Anel Viário de Fortaleza.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp