Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governo espera economizar R$ 9,8 bilhões nos próximos 12 meses com as iniciativas antifraudes em benefícios previdenciários e assistenciais, previstas em medida provisória (MP) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). O objetivo é zerar um estoque de 5,5 milhões de benefícios que ainda precisam ser auditados, ou porque têm indícios de irregularidade, ou porque não passaram por revisão recente. Para isso, a MP cria bônus e amplia o escopo de trabalhos dos peritos do INSS, que serão transformados em peritos médicos federais.

O correspondente do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), Carlos Silva, tem mais informações sobre o assunto. Confira no player abaixo!