Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O mês de julho foi o mais quente do planeta nos últimos 140 anos, de acordo com um estudo da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA). Os dados da agência americana confirmam os estudos divulgados no início do mês pelo serviço europeu Copernicus sobre mudança climática, que também havia apontado julho deste ano como o mês mais quente já registrado.

Segundo os cientistas da instituição americana, durante o mês de julho a média global das temperaturas chegou a 0,95°C superior à média de todo o século 20, que foi 15,77°C, o que torna julho de 2019 o mês mais quente nos registros da agência.

De acordo com o relatório, as maiores temperaturas foram registradas em partes da América do Sul e do Norte, Ásia, Austrália e Nova Zelândia, assim como na metade meridional da África e em porções do oeste do Oceano Pacífico, do oeste do Oceano Índico e no Oceano Atlântico

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp