Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A pesquisadora Ana Lúcia Eufrazio, da Universidade Estadual do Ceará (Uece), integra uma equipe de profissionais de instituições nacionais e internacionais que participam, até o próximo dia 27 de novembro, de uma grande expedição científica pelas águas do Rio São Francisco. Coordenada pelo professor Emerson Soares, do Centro de Ciências Agrárias (Ceca) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), a viagem conta com 60 pessoas navegando e coletando dados que vão ser analisados em pesquisas de diferentes áreas, durante dez dias.

Essa é a segunda expedição científica pelas águas do Rio São Francisco. Dessa vez eles contam com a maior embarcação do Baixo São Francisco com largura de aproximadamente seis metros, com quatro pavimentos e 25 metros de comprimento. Os cientistas realizam análises de sedimento, poluição aquática, batimetria, energia solar, meteorologia, metais pesados, além de estudos sócio-econômicos e visita aos ribeirinhos com medicina da família. Os pesquisadores dormem e montam seus laboratórios no próprio barco.

São 28 áreas de pesquisa em prol da saúde do São Francisco, afluentes e sua foz onde se pretende verificar os impactos dos contaminantes no rio e seu estuário e que contribuirá para futuras forças tarefas.

A Uece participa da expedição com a pesquisadora Ana Eufrázio, do Núcleo de Estudos Ambientais (NEA), colaborando com a equipe na determinação de metais pesados e outros elementos presentes na água do rio, bem como avaliando os parâmetros físico-químicos da água.

“Participar desta expedição é a consolidação de um trabalho que vem sendo realizado desde a minha incursão ao estuário do Rio Cocó, em julho deste ano, onde realizei análise das condições gerais das águas do rio. Esta é uma experiência única de troca de conhecimento e de amadurecimento pessoal e profissional, sou muito grata por ter tido essa oportunidade”, ressaltou Ana Eufrazio.

Estudo no Estuário do Rio Cocó

A Uece lidera estudo realizado no Estuário do Rio Cocó para Impactos Ambientais. Pesquisadores da universidade realizam desde o início do ano, excursão ao estuário do Rio Cocó para estudo da Água (IQA). O Núcleo de Estudos Ambientais (NEA) da Uece, em parceria com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (SECITECE), Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI-NE) e o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação (ITIC) realiza excursão para avaliação da IQA do Estuário do Rio Cocó.

A equipe de campo da Uece, composta pelo coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais (PPCN), Prof. Carlucio Roberto Alves, a Doutoranda Ana Lúcia Eufrázio Romão e pelos pesquisadores Remo Raulison do CTI-NE, efetuaram excursões ao estuário para medições de parâmetros físico-químicos e coleta de amostras de água. As amostras coletadas estão sendo analisadas no Sistema de Laboratórios em Nanoteconologia e Biomateriais da Uece.

O objetivo do estudo é determinar o Índice de Qualidade da Água (IQA) no trecho do Parque Cocó que sofre influência direta dos ciclos de maré (estuário) avaliando de que forma a modificação entre vazante e cheia altera os parâmetros de IQA. A área do estuário está totalmente inserida no Parque Ecológico do Cocó. Por ter suas regiões fluvio-estuarina e de manguezais completamente inseridas na região metropolitana da cidade de Fortaleza é caracterizado como rio urbanizado.

 

 

 

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp