Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Polícia Federal cumpriu mandados na manhã desta quinta-feira (20), contra Pedro Bezerra, deputado federal eleito pelo PTB com
119.030 votos computados nas eleições de 2018. Ele é alvo de investigação por suspeita de se beneficiar do esquema ilícito. O político é filho do prefeito do Município, Arnon Bezerra. 

De acordo o agente da Polícia Federal, Arthur Rocha, o deputado estaria se beneficiando da máquina pública para favorecer sua campanha, comprar votos, desviar dinheiro, além de coagir funcionários públicos da prefeitura.


Durante ação, os policiais apreenderam celulares e documentos. O material recolhido foi levado para a sede da Polícia Federal e será analisado pelos investigadores.

A maioria das informações vitas e mais importantes foram encontradas nos telefones. Observamos contas, nomes de empresa, movimentações financeiras e por isso há a investigação

Ainda de acordo com a Polícia Federal, foi comprovado que os investigados estavam utilizando uma das secretarias para coagir os funcionários que não são concursados para:

“Trabalharem em prol e votarem no candidato que estava concorrendo a deputado federal”.

Estão sendo cumpridos mandados na:

  • Sede da Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte;
  • Na Secretaria de Meio Ambiente;
  • Na fundação Leandro Bezerra localizada em Juazeiro do Norte
  • Em um hospital ligado à fundação Arnon Bezerra na cidade do Crato;
  • Na residência de um secretário e empresário em Barbalha
  • Em casas de empresários
  • Além de uma residência em Fortaleza e em Viçosa do Ceará.

‘Graham Bell’

Esta operação é chamada de “Graham Bell”, o inventor do telefone. Segundo a PF, a investigação se deu devido apurações realizadas através de telefones apreendidos na primeira fase da operação, a Voto Livre.

A ação foi realizada na véspera do primeiro turno das eleições de 2018.

O deputado Pedro Bezerra (PTB-CE) disse que a campanha eleitoral dele “teve as contas aprovadas sem nenhuma ressalva, sem nenhum questionamento”. Segundo Bezerra, o que acontece é um desdobramento de uma investigação sobre um deputado estadual não eleito. O deputado também afirmou que está à disposição da Justiça para qualquer esclarecimento necessário. 

 Dra. Joseja Lourença, Diretora Regional da Polícia Federal no Juazeiro do norte, fala como se deu o inicio das investigações. Confira o áudio abaixo:

Dra. Vanessa Gonçalves, Superintendente da Polícia Federal, faz um balanço geral da operação, durante a entrevista coletiva que aconteceu na manhã desta quinta-feita, 20. Confira o áudio abaixo: 

Giovanni Pachelle, Superintendente da Controladoria Geral da União,  comenta sobre o relatório do caso. Confira o áudio abaixo: