Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) desvendou o caso de um corpo encontrado em um canal, no bairro Conjunto Ceará, e capturou os dois envolvidos no crime. As prisões foram realizadas, nessa quarta-feira (18), ainda no bairro – que fica na Área Integrada de Segurança 2 (AIS 2) de Fortaleza. Os autores do delito são dois primos e foram autuados em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

As investigações sobre o caso foram iniciadas quando o corpo de Antonio Roniê de Abreu Costa (24) foi encontrado, na manhã de ontem (18), em um canal da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), na Rua C. O homem estava com múltiplas lesões no pescoço e nas costas. Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) estiveram no local e realizaram os primeiros levantamentos sobre o fato. Para a retirada do corpo, uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) também foi acionada.

Um inquérito policial sobre o caso foi instaurado na DHPP e encaminhado para a delegacia da área da ocorrência – 12º Distrito Policial –, que continuou as investigações e chegou aos primos Francisco Dias de Souza Junior (22) e Lucas Dias Cardoso (20). Este último é estudante universitário, natural do município do Cedro e estava em Fortaleza durante o período de férias.

Mas a passagem de Lucas pela Capital cearense representou mais do que uma estadia na casa de familiares. Ele e Francisco confessaram a morte de Antonio Roniê. Em depoimento, Francisco assumiu a autoria dos golpes de faca e seu primo disse que segurou a vítima para que as facadas fossem desferidas. O crime foi cometido na casa de Francisco, na Rua 1111, ainda no Conjunto Ceará. No imóvel, os policiais encontraram a faca utilizada no delito. Após o homicídio, os infratores usaram a motocicleta da vítima na ocultação do cadáver. O veículo foi localizado pelos policiais nas proximidades da casa do agressor e restituído á família de Roniê.

Motivação
De acordo com as apurações policiais, a vítima e Francisco tinham uma rivalidade em relação a relacionamentos amorosos, com disputas por mulheres. O estopim para o desentendimento entre os dois foi a suspeita do preso de que sua ex-companheira tivesse um relacionamento com seu inimigo à época do casamento deles. Ele disse ter descoberto isso por meio de postagem de fotos em redes sociais.

Roniê foi morto na madrugada dessa terça (17), após ser convidado para beber na casa do rival e discutir com ele no imóvel. Para o delegado Marciliano Ribeiro, titular do 12º DP, o caso foi elucidado, mas as investigações continuam no sentido de descobrir se o crime foi premeditado. Os primos, ambos sem antecedentes criminais, foram autuados em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e dissimulação e por ocultação de cadáver.

Fonte: SSPDS