Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Com o objetivo de apreender veículos em situação irregular e de inibir práticas delituosas envolvendo carros e motocicletas, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizou, na manhã nesta quinta-feira (02), a “Operação Inquietação”. O trabalho policial foi desenvolvido em conjunto, por equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) e da Divisão Antissequestro (DAS), com o apoio do Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Ceará (Detran-CE). O local escolhido pelos agentes de segurança foi a feira da Parangaba, no bairro que leva o mesmo nome – na Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) de Fortaleza.

“Nós estamos fazendo um trabalho preventivo e de fiscalização, no que concerne a veículos que tenham problema de ilicitude, no caso de carros adulterados, roubados ou furtados”, explica o delegado Fernando Cavalcante, titular da DRFVC e responsável pela operação. A ação desta manhã foi efetuada após os policiais da especializada realizarem levantamentos sobre negociações ilícitas feitas na feira. O local é conhecido como ponto de comercialização de automóveis.

Mas, investigações policiais indicam que criminosos aproveitam o ambiente para revender veículos oriundos de práticas criminosas. “Aqui tem cidadão de bem. A gente está tentando separar o ‘joio do trigo’, tirando as pessoas que fazem as falcatruas e também separando o cidadão de bem, que vende seu carro de maneira honesta”, ressalta Cavalcante.

Intitulada de “Inquietação”, a operação resultou em aproximadamente 150 carros e 200 motocicletas vistoriados pelos agentes de segurança. Destes, duas motos foram apreendidas pelo Detran-CE por não estarem com documentação e um carro por estar com licenciamento atrasado. Os três veículos foram levados para o pátio do órgão, no bairro Maraponga. “E vamos continuar”, enfatiza o delegado responsável pela operação, ao revelar que ações do tipo se repetirão. O trabalho desenvolvido teve foco preventivo, com intensificação da presença policial. Durante a operação, os dois locais de entrada e saída da feira foram bloqueados.

Fonte: SSPDS