Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Polícia Civil do Ceará prendeu, na manhã dessa quinta-feira, um homem, de 19 anos, suspeito de ter participado do incêndio a um ônibus, no dia 20 de abril, que resultou na morte do cobrador José Nunes de Sousa Neto, de 56 anos, no Bairro Canindezinho, em Fortaleza. O suspeito foi preso no Bairro Conjunto Esperança, na capital. Um adolescente de 17 anos, também suspeito de participação na ação foi levado para prestar depoimento.

De acordo com a polícia, o homem já responde a dois procedimentos por roubo e porte ilegal de arma de fogo restrito. Na ação contra o ônibus, ele é suspeito de jogar um “coquetel molotov” dentro do ônibus que fazia a linha Jardim Fluminense. Na ocasião, o cobrador – deficiente físico – teve dificuldades de sair do veículo em chamas, foi retirado por populares com queimaduras de 3º grau. Encaminhado para o Hospital Instituto Dr. José Frota, em Fortaleza, morreu em 8 de maio em decorrência das queimaduras.