Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgou, nessa terça-feira (10), a última pesquisa do ano, que acompanha mensalmente a evolução de preços de 60 alimentos e produtos de primeira necessidade nos supermercados da Capital. O órgão realiza o comparativo, coletando preços de todas as Regionais de Fortaleza. Em dezembro, a alta chegou a 4,77%. Já no acumulado entre janeiro e dezembro de 2019, os preços subiram 5,29%. A pesquisa completa pode ser acessada pelo aplicativo “Proconomizar”.

Em dezembro, também foram encontradas diferenças significativas entre os supermercados mais caros e os mais baratos. O preço do quilo da cebola, por exemplo, pode variar até 530%, indo de R$ 0,95 a R$ 5,99. O quilo do mamão também apresenta alta variação, custando de R$ 0,99 a R$ 3,79, uma diferença de 282%.

Confira aqui todos os preços:

Para a diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, a alta de preços, em dezembro, já reflete a procura por produtos para as festas de fim de ano. “É normal quanto maior a procura por produtos, maior será a elevação de preços”, frisou. A Diretora adianta que o Procon está preparando uma pesquisa com preços de produtos para as ceias de Natal e Reveillon.

Comparativo mensal

Mês Valor médio Variação
Janeiro R$ 439,23 sem comparativo
Fevereiro R$ 424,01 -3,46 %
Março R$ 454,44 +7,18 %
Abril R$ 446,83 -1,67 %
Maio R$ 447,91 +0,24 %
Junho R$ 456,98 +2,03 %
Julho R$ 440,65 -3,57 %
Agosto R$ 445,32 +1,06 %
Setembro R$ 409,79 -7,98 %
Outubro R$ 440,82 +7,57 %
Novembro R$ 436,93 -0,88 %
Dezembro R$ 457,78 +4,77 %

Entre as regionais, os bairros Antonio Bezerra, Parquelândia e Quintino cunha, bem os demais locais da Regional III concentram os maiores preços. Já nos bairros Benfica, Paranga e Vila Pery estão os menores preços.

Preços por regionais (Dezembro)

Regionais Preço médio total
Regional III R$ 521,52
Regional do Centro R$ 482,07
Regional V R$ 471,98
Regional II R$ 447,44
Regional VI R$ 445,38
Regional I R$ 417,93
Regional IV R$ 400,06

Dicas e direitos

1 – Verifique as datas de promoções e dias de ofertas;
2 – Analise os encartes distribuídos como sendo de produtos promocionais e exija os mesmos preços praticados nos caixas. Se houver divergência, o consumidor tem o direito de pagar sempre o menor valor;
3 – Faça uma lista dos produtos que realmente precisa comprar;
4 – Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos nos pagamento à vista, em dinheiro e no cartão de crédito;
5 – Pode haver diferença de preços nos pagamentos em dinheiro ou cartão de crédito e débito;
6 – Confira a data de validade dos produtos;
7 – Nem sempre o produto com tarja vermelha é o mais barato. Procure a categoria do item exposto como promocional e escolha um produto que seja mais em conta. Certamente, você sairá economizando;
8 – Na entrada de lojas e supermercados, por exemplo, normalmente são colocados produtos que induzam o consumidor à compra. Portanto, evite-os;
9 – Alimentos congelados devem ser colocados por último no carrinho para que sua qualidade não seja comprometida;
10 – Os supermercados, mesmo que sejam da mesma rede, podem cobrar preços diferenciados entre os estabelecimentos físicos e os virtuais (sites, aplicativos, telemarketing).

Como denunciar

Denúncias podem ser realizadas no Portal da Prefeitura de Fortaleza (www.fortaleza.ce.gov.br), no campo defesa do consumidor e, também, pelo aplicativo Procon Fortaleza e ainda pela Central de Atendimento ao Consumidor 151.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp