Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A prefeita do município de Capistrano, no maciço de Baturité, Inês Nascimento de Oliveira (PSDB), renunciou ao cargo na manhã desta segunda-feira (19). Antes de oficializar o ato, a gestora esteve reunida com vereadores do município, nas dependências da Câmara da cidade, onde se especulava que a mesma iria renunciar ao cargo.

Inês Nascimento foi eleita em 2016 com pouco mais de 7 mil votos. A então prefeita foi afastada do cargo no dia 13 de dezembro do ano passado e outras seis pessoas ligadas à gestora também foram presas na Operação Laços de Família, realizada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) com o apoio da Polícia Civil do Estado.

A ação desarticulou um esquema que desviou R$ 1,4 milhão, segundo o MPCE. Segundo a investigação, “o marido da prefeita, os enteados, e os irmãos, transformaram a Prefeitura Municipal de Capistrano em um verdadeiro balcão de negócios, atuando em inúmeras fraudes a licitações”, disse o órgão em nota. O MPCE detectou a existência de irregularidades na contratação pela prefeitura de uma empresa, que foi usada para fraudes.

Ainda segundo o MPCE, o marido da prefeita influenciava decisões da atual gestão, mesmo sem ocupar nenhum cargo ou função pública no município. Ele era “responsável por ordenar diversos atos ilegais em vários setores da administração, que ocasionaram desvio de dinheiro público, beneficiando a si, seus filhos e aliados políticos”, informou o órgão.

Os mandados de prisão foram cumpridos pelos promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc) e da Comarca de Capistrano.

A cidade desde então era comandada pelo vice-prefeito Júnior Saraiva, que agora de fato se toma Prefeito do município.

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp