Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito em exercício Salmito Filho visitou, nesta terça-feira (03), as obras de urbanização do São Cristóvão/Campo Estrela, localizado no bairro Jangurussu (Regional VI), e a última etapa das obras da urbanização do Vila do Mar, no Cristo Redentor (Regional I).
No São Cristóvão, as intervenções incluem pavimentação, drenagem e rede de esgotamento sanitário. Além disso, a dragagem da lagoa das pedras já foi finalizada, e as praças e o campo de futebol e calcadas no entorno são revitalizados e urbanizados. A previsão de entrega é o primeiro semestre deste ano.

“A Prefeitura está fazendo um trabalho que vai mudar completamente a vida dessas famílias, qualificando espaços privados e coletivos para que o cidadão, a criança possa viver na sua comunidade com mais dignidade. Um trabalho extraordinário envolvendo diferentes Secretarias para um trabalho de infraestrutura e, sobretudo social”, destacou Salmito Filho.

Os moradores também estão inseridos no Programa de Melhorias Habitacionais. Até agora, 126 das 568 residências foram contempladas com a construção ou reparos de banheiros e outras estruturas básicas do lar, além de promover o acesso e ampliar a rede de saneamento básico em áreas de risco, carentes ou ocupações consolidadas no município de Fortaleza.

“Aqui não tinha condições de viver, o esgoto corria na rua, nem moto passava. Até as muriçocas diminuíram depois que fizeram o canal, e lá em casa também ajeitaram o banheiro. Ficou muito melhor”, disse a dona de casa Joaquina Martins. Para as obras de instalação dos kits sanitários, foram investidos mais de R$ 3 milhões, oriundos do Governo Federal, por meio da Caixa Econômica e com contrapartida da Prefeitura de Fortaleza.

Já no Projeto Vila do Mar, uma das maiores requalificações urbanísticas em curso no Brasil, com ações que incluem intervenções estruturais e sociais nos bairros Pirambu, Cristo Redentor e Barra do Ceará, Salmito Filho visitou a última etapa da obra e conversou com os moradores. “Sempre lutamos por equipamentos de esporte, lazer, moradia, coisas simples que vão mudar a vida de toda a comunidade. Esta foi a primeira gestão que fez algo pelos moradores, e valeu a pena confiar, porque tudo mudou aqui”, disse o morador Evandro Rocha Rodrigues.

A obra possibilitou a retirada de centenas de moradores que viviam em áreas de risco e habitações precárias; implementou sistemas de reabastecimento d’água e esgotamento sanitário da comunidade; construiu nova via paisagística com integração da zona oeste de Fortaleza e aumentou os equipamentos esportivos e de lazer para a população local. Além disso, moradores passaram por processo de regularização fundiária e 200 papéis da casa foram entregues. O documento garante às família todos os direitos inerentes à vida civil e tem o mesmo efeito de escritura pública.

Ao todo, o Projeto Vila do mar custou R$ 140 milhões, e a previsão de entrega é o início de 2019. Nesta última etapa do projeto, orçada em R$ 6,7 milhões, serão construídos, além da rede de drenagem, um calçadão, duas quadras poliesportivas, uma praça, uma ciclovia bidirecional e um muro de contenção de areia. O pacote de melhorias também inclui serviços de iluminação, abrange uma área de 620 metros de extensão que vai da Avenida Pasteur à Rua Santa Rosa.

Com informações da PMF

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp