Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Prefeito Roberto Cláudio participou nesta quarta-feira (07/06), ao lado do governador Camilo Santana, da entrega da barragem de contenção de cheias do Rio Cocó. O equipamento beneficia mais de 8.300 famílias que moram em bairros às margens do rio, como Castelão, Dias Macêdo e Barroso.

A barragem tem a função de reter o excedente de água nos períodos chuvosos, realizando o controle de vazão do rio para evitar alagamentos. “O papel social dessa barragem é muito importante. No ano passado, estivemos aqui, e os moradores relataram que a água das chuvas batia no teto de muitas residências. Hoje, viemos cumprir a promessa de resolver essa questão”, explicou o Prefeito.

O equipamento foi projetado para funcionar com as três comportas abertas e tem capacidade máxima de acúmulo de 6,4 milhões de metros cúbicos de água. A intervenção conta com investimento de mais de R$ 65 milhões e faz parte do projeto Rio Cocó, da Secretaria das Cidades.

“O papel da barragem é garantir que as cheias não prejudiquem as famílias durante o inverno. Mas se precisar, poderemos tratar a água e usar como opção de abastecimento dos moradores de Fortaleza e da Região Metropolitana”, comentou Camilo Santana. De acordo com o Governador, há ainda o projeto de transformar a barragem de contenção em um espaço de lazer e turismo. “Vamos ampliar a capacidade da polícia ambiental, aproveitar parte da barragem para montar uma estrutura física de segurança para a população e o equipamento”, afirmou.

Do lado leste da barragem de contenção, a Prefeitura de Fortaleza está construindo mais de 10 mil unidades habitacionais em parceria com o Governo do Estado. Os condomínios José Euclides, Alameda das Palmeiras e Luiz Gonzaga abrigarão moradores das áreas de risco. “A entrega desses apartamentos vai tirar as pessoas da beira do rio e trazer a oportunidade de uma moradia digna para eles”, disse o prefeito Roberto Cláudio.

Os apartamentos tem dois quartos, sala, cozinha e banheiro. A prestação da casa própria no Conjunto Habitacional José Euclides custará R$ 48. “Nunca um prefeito, em parceria com o Governo, fez tantas unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida”, ressaltou o governador Camilo Santana.

Com informação da A.I