Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A falta de apoio do MDB, as condições financeiras adversas na campanha e a inconsistência de apoio popular estão entre os fatores que levaram o ex-prefeito José Gerardo Arruda a renunciar. José Gerardo expôs as dificuldades à cúpula estadual do MDB e a expectativa é que, nas próximas horas, o presidente da Executiva Regional, ex-senador Eunício Oliveira, se pronuncie sobre quais os novos caminhos da sigla nas eleições municipais em Caucaia.

Mudanças na corrida pela Prefeitura de Caucaia, segundo maior colégio eleitoral do Ceará. O ex-prefeito e ex-deputado federal José Gerardo Arruda (MDB), que se lançou candidato à sucessão municipal, decidiu, nesta segunda-feira, retirar a candidatura e oficializar apoio ao prefeito Naumi Amorim (PSD) que disputa um novo mandato.

As articulações para a retirada da candidatura de Zé Gerardo foram conduzidas pelo ex-vice-governador e presidente da Executiva Regional do PSD, Domingos Filho. Zé Gerardo, que é pai da atual vice-prefeita Lívia, tentou repetir a aliança nas eleições municipais deste ano, mas, por restrições da direção estadual do MDB, a coligação não avançou.

As intervenções externas, conforme enfatizou o presidente do PSD, inviabilizaram a unidade com o grupo liderado pelo ex-prefeito José Gerardo.

‘’Estamos unidos e firmes para continuar construir o melhor para Caucaia’’, disse, na noite desta segunda-feira, o ex-vice-governador Domingos Filho em conversar com a reportagem do cearaagora.

Ao agradecer o apoio de Zé Gerardo à reeleição do prefeito Naumi, Domingos destacou a reunificação de um grupo que chegou ao comando político e administrativo do Município e implantou projetos e ações que transformaram a vida da população de Caucaia. O encontro coordenado pelo ex-vice-governador reuniu o ex-prefeito José Gerardo e o filho Gera Arruda, ex-deputado federal. A vice de Zé Gerardo, ex-prefeita Inês Arruda, endossou o entendimento.

TEMPO DE RÁDIO E TELEVISÃO

Com a saída de Zé Gerardo da corrida pela Prefeitura, os candidatos do MDB à Câmara de Vereadores de Caucaia ficam livres para optar por qualquer um dos postulantes a prefeito, mas a maioria aderiu, também, à reeleição de Naumi Amorim. A discussão, agora, é sobre o tempo que o MDB tem na campanha majoritária (prefeito e vice) na propaganda do rádio e da televisão.

Se, na convenção municipal, quando foi homologada a chapa majoritária, os convencionais do MDB tiverem aprovado a possibilidade de retirada da candidatura a prefeito, o tempo da propaganda eleitoral poderá ser ocupadopor Naumi. Caso não haja referência sobre a essa questão, os 60 segundos destinados ao MDB poderão ser rateados de forma proporcional ao tempo dos demais partidos e coligações que tem candidatos a prefeito.