Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Prefeitura de Fortaleza, por meio das Secretarias Regionais, concede autorizações gratuitas para blocos carnavalescos realizarem suas festividades nas ruas da cidade. Durante o mês de janeiro, foram 52 concessões, além das 58 permissões já concedidas aos blocos inscritos e contemplados pelo Edital de Apoio aos Blocos de Rua do Ciclo Carnavalesco 2017.

O interessado em colocar seu bloco de carnaval na rua deve dirigir-se à Secretaria Regional responsável por seu bairro e apresentar carteira de identidade, CPF, comprovante de endereço, projeto com descrição do evento e a anuência dos moradores da rua. Caso seja necessário bloqueio de via, o processo também será analisado pela Autarquia Municipal de Trânsito (AMC).

“Antes de dezembro passar, a comunidade que mora no bairro Carlito Pamplona e na circunvizinhança já começa a me perguntar quando nossa festa começa. O bloco Carnalito já virou ponto de encontro, um aglutinador das famílias. Nossas marchinhas reúnem a criançada, juventude e idosos. Com alegria, respeito e geração de emprego para os nossos ambulantes e contando com a importante presença da Prefeitura, este nosso bloco e tantos outros já viraram tradição na cidade”, alegra-se o coordenador de um dos blocos de rua da área da Regional I, Carlos Alberto.

O expressivo crescimento do número de blocos carnavalescos em Fortaleza, nesta época do ano, demonstra o potencial da cidade para esta manifestação cultural, o que despertando também o interesse de turistas, a exemplo da artesã carioca Gilberta Rocha. “Costumava visitar Fortaleza, que é uma terra que amo, no mês dezembro. Quando soube desta festividade que vem tomando conta da cidade nos dias que antecedem o carnaval, transferi minhas vindas à cidade para o mês de janeiro. A cidade fica mais colorida, mais feliz e mais democrática”, ressalta Gilberta. Conforme a Secretaria de Turismo de Fortaleza, entre dezembro de 2016 e março de 2017, aproximadamente um milhão de turistas visitarão a cidade de Fortaleza, o que gera estimativa de impacto financeiro na ordem de R$ 2,2 bilhões.

Para o titular da Secretaria Regional II, Ferruccio Feitosa, as recentes intervenções urbanas realizadas na cidade atraem o público para conviver em espaços públicos. “As obras de mobilidade, reformas em praças e melhorias na iluminação são atrativos para que as pessoas ocupem novamente nossas áreas públicas. As comunidades visualizam em seus bairros as transformações e, por isso, estão apropriando-se melhor destes locais, transformando-os em pontos de renda e lazer”, enfatiza o secretário.

Vale ressaltar que os blocos contemplados e os não contemplados pelo Ciclo Carnavalesco 2017 devem solicitar às Secretarias Regionais permissão para realização de suas festas de Pré-Carnaval.

Serviço:
– Secretaria Regional I: rua Dom Jerônimo, 20, Farias Brito
– Secretaria Regional II: rua Professor Juraci Mendes de Oliveira, 01, Edson Queiroz
– Secretaria Regional III: avenida Jovita Feitosa, 1264, Parquelândia
– Secretaria Regional IV: avenida Dr. Silas Munguba, 3770, Serrinha
– Secretaria Regional V: avenida Augusto dos Anjos, 2466, Bonsucesso
– Secretaria Regional VI: rua Padre Pedro de Alencar, 789, Messejana
– Secretaria Regional Centro: rua Major Facundo, 907, Centro

Com informação da A.I