Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com mediação do senador cearense Cid Gomes (PDT), o Partido Democrático Trabalhista realiza um debate na noite desta terça-feira (28), com os cinco pré-candidatos a prefeitura de Fortaleza. A conversa conta, também, com a participação de Élcio Batista, pré-candidato do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Durante o debate, Cid Gomes questionou aos participantes a importância e quais melhorias devem ser atribuídas ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Samuel Dias (PDT) defendeu a importância do ensino em tempo integral e apontou um novo projeto que está na prefeitura, chamado de “Escolas Areninhas”, como uma ferramenta essencial para ampliar o ensino integral.

Cid Gomes (PDT) aproveitou a conversa para falar sobre a permanência do Fundeb que, segundo ele, entra na pauta de votação do Senado em agosto. Para o senador, o desafio de universalizar o ensino infantil e o ensino médio ainda é presente.

O atual presidente da Assembleia Legislativa do Ceará e pré-candidato a prefeitura de Fortaleza, José Sarto (PDT), defendeu o Fundeb como uma política de meritocracia que premia e reconhece os municípios que cumprem as metas educacionais, o que resulta no aumento de alunos em sala de aula.

O deputado estadual Salmito (PDT), apontou o esforço da bancada federal para aprovar e colocar o Fundeb como prioridade política. Salmito defendeu o ensino como base para tratar problemas sociais, como a violência. Para o deputado, a educação precisa ter trabalhada com princípios humanistas para traze resultados positivos não só para os estudantes cearenses, mas de todo país.

Fundeb

O texto, já aprovado pelos deputados federais, aumenta gradativamente a contribuição do governo, que deve passar dos atuais 10% para 23% em 2026. Também determina que 70% dos recursos do fundo devem ser gastos com os salários de professores (hoje, esse percentual é de 60%). Além disso, altera alguns dos critérios de distribuição de recursos.

+Veja mais

Entenda a PEC que torna o Fundeb permanente

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp