Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os 231 mil estudantes da rede municipal de ensino de Fortaleza continuarão sem aulas presenciais. O conteúdo continuará sendo ministrado de forma remota. A medida anunciada, nesta quarta-feira, pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), tem como objetivo garantir a segurança sanitária de toda a comunidade escolar nesse período de pandemia do novo coronavírus.

Sem aulas presenciais, os estudantes das escolas públicas acabam por perder conteúdo uma vez que, por via remota, o ensino fica a desejar, a exemplo do que acontece, também, na rede particular de ensino. O déficit de conteúdo que as aulas presenciais proporcionam será inevitável, na avaliação de educadores.

Foto: Isanelle Nascimento

De acordo com nota da Prefeitura de Fortaleza, a Secretaria Municipal da Educação disponibilizará chip com pacote de dados para alunos e professores e seguirá desenvolvendo um conjunto de ações estratégicas, iniciadas desde o último dia 20 de março, quando foram suspensas as aulas presenciais.

Ainda segundo nota da Prefeitura, os estudantes do 9º Ano do Ensino Fundamental receberão tablets. Ambos os itens funcionarão por meio de cessão, para que estudantes e profissionais possam desenvolver as atividades pedagógicas em regime domiciliar pela difusão dos meios digitais. Outra medida, dentro da campanha “Educação pela vida: coronavírus não”, é a manutenção da entrega de kits de alimentação aos 231 mil alunos da Rede Municipal, enquanto as aulas presenciais estiverem suspensas.

ATIVIDADES REMOTAS


A Prefeitura de Fortaleza anunciou, ainda, que Rede Municipal de ensino tem disponibilizado para os alunos atividades em regime remoto, por meio do trabalho domiciliar dos profissionais da Educação, seguindo em conformidade com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB).

A Secretaria Municipal da Educação criou, entre as estratégias para o enfrentamento do novo coronavírus, um Grupo de Trabalho integrado por representantes da categoria de profissionais da educação, comunidade escolar e pais de alunos. De acordo com a SME, quando houver o indicativo da data de retorno das aulas presenciais, será convocado o Comitê Municipal para discutir as estratégias e todo o contexto de retomada das atividades em sala de aula.

Foto: SVM


Segundo, ainda, a Secretaria de Educação, ‘’a elaboração de um plano para retorno das aulas presenciais levará em consideração a infraestrutura das unidades, além dos aspectos pedagógicos, provimento escolar e gestão’’.

O plano, conforme a Prefeitura, seguirá, rigorosamente, as medidas de segurança sanitária orientadas pelo Governo do Estado, pela Prefeitura de Fortaleza e demais autoridades sanitárias, além da interlocução com a categoria profissional da educação, por meio do Siniute e do Colegiado de Gestores Escolares.

(*) Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Fortaleza