Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O período das eleições municipais se aproxima e uma das estratégias de comunicação utilizadas na corrida eleitoral são as redes sociais. O Facebook, uma as redes mais acessadas do mundo, promete começar a barrar a partir de agosto qualquer anúncio de conteúdo político, seja link noticioso, imagem, vídeo, propaganda eleitoral ou até “textão”, feito a partir de páginas sem identificação detalhada do responsável.

 A medida que será aplicada ao Facebook também valerá para o Instagram. De acordo com a rede social, os anúncios desse tipo que forem aprovados passarão a trazer uma tarja afirmando que trata-se de uma propaganda de cunho político e com informações sobre quem pagou por aquilo, quanto custou e qual o público atingido.

A mudança entra em vigor a tempo das eleições municipais deste ano mas, segundo a empresa, a ferramenta de controle será integrada permanentemente na plataforma de anúncios do site. Em outros países, como Estados Unidos e Argentina, a identificação pormenorizada de qualquer propaganda paga já existe de forma permanente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp