Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) decidiu reduzir os ministérios dos atuais 29 para 15. Ele afirmou que as pastas não terão a frente condenados por corrupção A gestão das universidades, por exemplo, sai do Ministério da Educação e irá para Ciência e Tecnologia, cujo titular já foi definido: o astronauta Marcos Pontes.

Educação, Cultura e Esportes serão fundidos em um só ministério. Turismo e Cidades serão fundidos dentro da Integração Nacional e o Ministério dos Direitos Humanos será incorporado pelo Desenvolvimento Social.

Além disso, já haviam sido anunciadas as fusões entre Economia, Planejamento e Indústria e Comércio Exterior, bem como entre Agricultura e Meio Ambiente.

Confira o que deve ser mantido ou fundido:
1) Casa Civil (assume funções da Secretaria de Governo)
2) Economia (reúne Fazenda, Planejamento e Indústria, Comércio Exterior)
3) Defesa
4) Saúde
5) Ciência e Tecnologia (passa a gerir ensino superior)
6) Educação, Esportes e Cultura (fundidos em um só ministério)
7) Trabalho
8) Minas e Energia
9) Justiça e Segurança
10) Integração Nacional ( com Cidades e Turismo)
11) Infraestrutura (inclui Transportes)
12) Gabinete de Segurança Institucional
13) Desenvolvimento Social (incorpora Direitos Humanos)
14) Relações Exteriores
15) Agricultura e Meio Ambiente

 

Com Agências de Noticias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp