Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A vacina contra o coronavírus pode estar perto de chegar ao Brasil e as primeiras 120 mil doses da Coronavac chegarão no dia 20 de novembro, primeiramente em São Paulo. A informação foi divulgada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Segundo o governador, são esperadas até o dia 30 de dezembro um total de 6 milhões de doses do imunizante utilizado contra o novo coronavírus.

A Coronavac está na fase 3 de testes, a última para comprovar sua eficácia, mas ainda não tem data para terminar. A aplicação das doses — que chegam prontas — também depende da aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Em caso de reprovação, esses 6 milhões de doses não poderão ser aplicadas. A vacina só será levada a público após autorização final da Anvisa.

As doses que chegarão até o final de dezembro fazem parte dos 46 milhões de doses comprados pelo governo de São Paulo. O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, declarou que o primeiro lote de insumos para produção de mais doses da vacina está previsto para chegar em 27 de novembro. A produção, segundo ele, começará 48 horas depois da chegada da matéria-prima. O carregamento será suficiente para fabricar 1,2 milhão de vacinas. A aquisição dos 46 milhões de vacinas custou cerca de R$ 479 milhões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp